O lado B do cinema é homenageado pelo teatro pop da Companhia Vigor Mortis enquanto a plateia presencia a criação de um filme durante a peça. A nova montagem da Vigor Mortis leva o público para um passeio de trem-fantasma na mente de Ed Wood. Todo os elementos icônicos da criatividade do cineasta estão presentes: vampiros, alienígenas, monstros com superpoderes e também a atmosfera de filmes lado B dos anos 50. O enredo traz referências do roteiro sob o mesmo título, e dos livros “Death of a Transvestite” e “Let Me Die In Drag”.

A ação acontece diante de uma tela gigantesca, emoldurada por tentáculos de polvo, onde são projetadas cenas captadas em tempo real no palco. Acordei Cedo no Dia em Que Morri coloca a personalidade da companhia em evidência, integrando outras linguagens ao teatro, com estética impactante, tecnologia, temas do universo do terror, comicidade e excelência nas interpretações. A primeira temporada aconteceu no Ave Lola em Curitiba/Paraná de 28 de setembro a 22 de outubro de 2017. (Crédito das Fotos: Lucia Biscaia)